back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 16 de dezembro de 2018
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 07/11/2018 - 16:01:53

Parlamento Jovem apresenta
projetos fictícios em plenário

  • Parlamentares da CMC e vereadores mirins entre diretores, coordenadores dos colégios e autoridades, após o encerramento do programa. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)
  • Ana Letícia Alves, do Colégio Estadual Júlia Wanderley, apresentou o projeto da Semana de Conscientização e Combate ao Bullying. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)
  • Júlia Giroldin Cornelsen, da Escola Estadual Ernani Vidal, falou sobre a proposta da Semana do Ambientalismo Consciente. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)
  • Serginho do Posto e Professor Euler receberam os projetos dos vereadores mirins, que poderão tramitar na CMC. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)
  • “A educação política é a educação para o conhecimento e a compreensão do nosso mundo”, disse o presidente do TRE-PR. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)
  • Serginho do Posto: “Para nós foi um orgulho e a Câmara, em nome dos 38 vereadores, acolhe vocês”. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)
O combate ao bullying e a preservação do meio ambiente são temas dos dois projetos fictícios apresentados pelos vereadores mirins, durante a sessão desta quarta-feira (7) da Câmara Municipal de Curitiba (CMC), no encerramento da primeira edição do programa Parlamento Jovem. Eleitos nos mesmos moldes de uma eleição parlamentar, por meio da iniciativa do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), os estudantes de quatro colégios estaduais tomaram posse em fevereiro passado. Nesse período, receberam orientações sobre o funcionamento da Casa e a atuação parlamentar, que levaram à aprovação, entre eles, das propostas de lei.

“Se não houver similaridade [proposições ou leis já em vigor], [os projetos] poderão tramitar por meio da Comissão de Participação Legislativa. Caso haja similaridade, terão o arquivamento”, explicou o presidente da CMC, Serginho do Posto (PSDB). O presidente do colegiado, Professor Euler (PSD), participou do recebimento das propostas.

O Parlamento Jovem é desenvolvido pelo TRE-PR, por meio da Escola Judiciária, em diversos municípios do estado. O Legislativo de Curitiba aderiu à iniciativa no final de 2017. Dos 38 vereadores mirins diplomados e empossados, o mesmo número de cadeiras da CMC, 21 participaram das atividades propostas e receberam o diploma de participação no programa, nesta quarta.

Confira todas as fotos do encerramento do Parlamento Jovem no Flickr da Câmara.

Aluna do Colégio Estadual Júlia Wanderley, Ana Letícia Alves apresentou aos vereadores o projeto da Semana de Conscientização e Combate ao Bullying. A ideia é que anualmente, na semana que contemple o 7 de abril, as escolas municipais promovam palestras e outras atividades, voltadas também à família, como o intercâmbio de depoimentos. Segundo ela, a ideia partiu de alunos do 3º ano do Ensino Médio. “Nem sempre as pessoas conseguem entrar no meio. Às vezes por terem uma diferença”, declarou.

Júlia Giroldin Cornelsen, da Escola Estadual Ernani Vidal, apresentou a proposta da Semana do Ambientalismo Consciente – que também ocorreria nas escolas municipais, anualmente, com a participação de alunos e pais. A data contemplaria o 5 de julho, que comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente. São previstas atividades alusivas à poluição, à reciclagem e à destinação adequada do óleo de cozinha, dentre outras.  “Percebemos que isso causa um grade impacto na sociedade. Existe muito pouco sobre o ambientalismo”, falou a menina.

Educação política
Para o presidente do TRE-PR, o desembargador Luiz Taro Oyama, “a educação política é a educação para o conhecimento e a compreensão do nosso mundo, do nosso tempo”. “É a educação para a crítica e o debate. É meio de garantia que cada cidadão possa entender o discurso que houve e ao confrontá-lo com a realidade saber o quanto verdade ele encerra. É ter uma opinião e respeitar quem pensa diferente. É escolher um caminho e aceitar que não é único”, continuou.

Ele também destacou o “papel fundamental” dos professores. Quanto às eleições deste ano, o presidente do TRE-PR avaliou que elas transcorreram normalmente, “salvo esses ataques das noticias falsas” às urnas eletrônicas. Segundo o desembargador, desde o começo de sua adoção no país, em 1996, nenhuma fraude foi comprovada.

“Para nós foi um orgulho, e a Câmara, em nome dos 38 vereadores, acolhe vocês, parabenizando pelo esforço que dedicaram ao mandato de vereadores mirins”, saudou Serginho do Posto (PSDB). Ele agradeceu o TRE-PR, em especial a Escola do Judiciário, e os servidores da Casa que auxiliaram na preparação dos estudantes.

Sobre o processo eleitoral, Serginho reiterou a segurança das urnas eletrônicas. O presidente representou a CMC em evento sobre o tema, no mês passado. Durante o debate de outro assunto, já com a presença de Oyama em plenário, Chicarelli (DC) também registrou sua confiança nas urnas eletrônicas.

Vereadores mirins
O programa foi finalizado por 21 vereadores mirins. Da Escola Estadual Ernani Vidal, também participaram, além de Júlia, Bryan Lucas Lopes Lemos, Caio Augusto Ribeiro de Andrade, Dennis Eduardo de Freitas, Fábio Rodrigues de Araújo Junior, Lucas Henemann de Oliveira e Rafael de Toledo Alves.

Do Colégio Estadual Júlia Wanderley, finalizaram as dinâmicas, além de Ana Letícia, os estudantes Cainã Leonardo Simões, Juliano de Lima, Nicole Machado e Patrick Santos. Do Colégio Estadual Euzébio da Motta, participaram David Gabriel Paitra Miranda, Jean Carlos Andrade Rocha e Luis Felipe Ribeiro Alves da Luz.

Do Colégio Estadual Homero Baptista de Barros, finalizaram o programa os estudantes Gabriel Henrique Moraes, Júlia Rafaela de Oliveira, Kevin Rodrigues Goulart, Lucas de Lima Santos, Mariana Leticia de Souza Velharva e Rafael Dias Prates.

Presenças
Os estudantes foram acompanhados pelos diretores Celso Wesley Ribas (Colégio Estadual Homero Baptista de Barros), Cristiano André Gonçalves (Colégio Estadual Júlia Wanderley), Frank da Silva (Colégio Estadual Ernani Vidal) e Olinda de Godói Pinheiro (Colégio Estadual Euzébio da Mota), além dos coordenadores Ana Lúcia Coelho (Colégio Estadual Ernani Vidal), Ana Lúcia Schulhan (Colégio Estadual Júlia Wanderley) e José Augusto Hartmann (Colégio Estadual Euzébio da Mota).

O encerramento da primeira edição do Parlamento Jovem na CMC também contou com a presença do superintendente do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Jorge Luiz Moreira da Silva; e da pedagoga Patricia Contador, da Secretaria Municipal da Educação (SME). Do TRE-PR, além de Oyama, estavam presentes os seguintes servidores: Mary Ogawa, Rosana Godoy e Valcir Mombach.


Texto:   Fernanda Foggiato
Revisão:   Filipi Oliveira
 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:

Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2018 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.