back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 24 de maio de 2018
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 15/05/2018 - 14:24:01

Notas da sessão plenária
de 15 de maio - 1ª edição

  • Noemia Rocha reclamou do fato de que, segundo ela, foi destratada durante um evento da Semana Cultural. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • Maria Leticia Fagundes exaltou a retomada das obras na Rodovia da Uva. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • Bruno Pessuti pediu mais segurança para motoristas de aplicativos. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • Goura destacou o papel da bancada de oposição e congratulou Noemia Rocha por ser a nova líder da bancada. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • Cristiano Santos agradeceu pelo início das obras da construção do muro do CMEI Campo Alegre no bairro Campo Comprido. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • Zezinho Sabará pediu mais agilidade na troca das lâmpadas e nos pedidos referentes à iluminação em geral. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • Felipe Braga Côrtes comentou as acusações e denúncias feitas contra integrantes da gestão do ex-governador do Paraná, Beto Richa. (Foto: Chico Camargo/CMC)
Repúdio I
No pequeno expediente da sessão plenária da Câmara de Curitiba, Noemia Rocha (PMDB) manifestou repúdio à forma como foi tratada durante um evento da Semana Cultural, nesta segunda-feira (14). “Cheguei num horário tranquilo, cinco minutos antes, fui encaminhada para a primeira fileira de autoridades e fiquei lá aguardando com minhas duas assessorias. Para minha surpresa, chegou a moça do cerimonial e disse que eu deveria me retirar daquele lugar porque ele estava destinado ao bispo Cirino Ferro e sua família”, contou. “Nunca passei por isso, achei uma falta de respeito e consideração”, pontuou a vereadora. (Foto 1)

Repúdio II

Enquanto ocupava a tribuna, Noemia Rocha manifestou contrariedade ao ser filmada de perto pelo vereador Thiago Ferro (PSDB) e reclamou do fato junto ao presidente do Legislativo, Serginho do Posto (PSDB). “Ele só quer me intimidar porque eu sou mulher. Queria ver se ele faria isso se o Mestre Pop (PSC) estivesse aqui”. “Fiquei muito desconcertada com a situação do evento”, continuou a parlamentar. “Aquilo ali é um equipamento público, um evento público, pago com dinheiro público. E eu fui a vereadora que mais destinou recursos para a Marcha para Jesus nos últimos 10 anos. E eu sei que a Semana Cultural é para fazer um caminho pra destinação de recursos para a Marcha para Jesus”, finalizou.

Rodovia da Uva
“Depois de sete anos de início e paralisação, as obras de duplicação da Rodovia da Uva, entre o Contorno Norte e a rua Orlando Ceccon, em Colombo, região metropolitana, foram retomadas. A autorização para o início dos trabalhos foi assinada ontem [segunda-feira, 14] pela governadora Cida Borghetti, em solenidade no Palácio Iguaçu”, informou Maria Leticia Fagundes (PV) ao plenário. Para a vereadora, a medida vai facilitar a fusão entre a região metropolitana e Curitiba, num fenômeno conhecido como “conurbação”, criando a Grande Curitiba. (Foto 2)

Motoristas de aplicativos I
“Queremos saber quem está tirando a vida dos motoristas dos aplicativos. São pais e mães de família”, disse Bruno Pessuti (PSD), referindo-se a recentes episódios de violência contra representantes desta categoria. O vereador anunciou que os motoristas de aplicativos marcaram um protesto na frente do Palácio Rio Branco, nesta terça-feira (15), que não chegou a acontecer. (Foto 3)

Morotistas de aplicativos II
Bruno Pessuti cobrou das autoridades uma investigação célere a respeito dos assassinatos de motoristas da empresa Uber, ocorridos nos últimos meses. O último caso ocorreu neste fim de semana. "Precisamos saber quem está matando esses profissionais. Acredito que devamos fazer uma audiência pública para debater a segurança para todas as pessoas que utilizam os aplicativos", fazendo referência tanto aos motoristas como aos passageiros.

Oposição I
Goura (PDT) comunicou aos vereadores sobre a mudança na liderança da bancada de oposição – formalizada em requerimento na semana passada. “As políticas públicas da cidade devem acontecer de forma consistente, consolidando avanços sociais e urbanos que não são realizáveis em apenas uma gestão. É necessário continuidade e persistência. É necessário superar o sórdido jogo de influências que, visando prejudicar os adversários e favorecer interesses econômicos impublicáveis, traz malefícios para o conjunto da população”, afirmou o vereador, que repassou o cargo de líder para Noemia Rocha (PMDB). (Foto 4)

Oposição II

Goura lembrou do ajuste fiscal que, segundo ele, “se distanciou do diálogo construtivo e republicano, exigido por uma democracia saudável”. “Os acontecimentos que sucederam nos levaram à formalização desta bancada de oposição, que junto com os vereadores independentes está buscando cumprir os deveres prescritos no artigo 4º de nosso regimento”. Nova líder da bancada, Noemia Rocha agradeceu as palavras de Goura. “É uma surpresa para o parlamento a participação efetiva do vereador. A cidade só tem ganho com sua postura”. Para ela, é necessário acabar com as “guerrinhas” entre base e oposição, pois quem perde com isso é a cidade.

CMEI

Cristiano Santos (PV) agradeceu à Prefeitura de Curitiba pelo início da construção do muro do CMEI Campo Alegre, no Campo Comprido. “[Era] uma reivindicação antiga da diretora, Ana Bárbara, bem como das demais professoras e, principalmente, dos pais”, disse. De acordo com o parlamentar, ele e Tico Kuzma (PROS) foram autores da emenda conjunta que garantiu R$ 30 mil no orçamento para a obra. (Foto 5)

Iluminação

Zezinho Sabará (PDT) cobrou esclarecimentos do líder do prefeito na Câmara Municipal, Pier Petruzziello (PTB), a falta de agilidade na troca das lâmpadas e na demora do atendimento aos pedidos referentes à iluminação em geral pela Prefeitura de Curitiba. “O pessoal tá demorando 40 dias, às vezes até dois meses pra trocar uma lâmpada. É uma crítica construtiva, pode ser que o prefeito nem esteja sabendo”, observou. (Foto 6)

Corrupção
Ao lembrar que pertenceu ao PSDB e teve participação na gestão Beto Richa na Prefeitura de Curitiba, Felipe Braga Côrtes (PSD) disse que “o preço está sendo cobrado”, comentando sobre a denúncia contra o ex-governador do Paraná sobre desvio de dinheiro público destinado à construção de escolas públicas. “As pessoas pegaram os recursos que eram das escolas e colocaram no bolso”, frisou. “Que o próximo governador do Paraná tenha a responsabilidade de indicar pessoas decentes para o secretariado, ou que pelo menos não escolha seus amigos para roubar”, complementou. (Foto 7)


Texto:   João Cândido Martins
Revisão:   Pedritta Marihá Garcia
 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2018 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.