back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 22 de outubro de 2018
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 14/05/2018 - 07:55:05

Semana de Conscientização contra
Esquizofrenia tramita na Câmara 

  • A esquizofrenia é uma grave desestruturação psíquica, em que a pessoa perde a capacidade de integrar emoções e sentimentos com pensamentos. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)
  • Pier Petruzziello alerta que a doença é pouco conhecida na sociedade, sendo cercada de tabus e preconceitos. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)
“A esquizofrenia é um dos principais transtornos mentais e acomete 1% da população em idade jovem, entre 15 e 35 anos de idade. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é a terceira causa de perda da qualidade de vida entre os 15 e 44 anos, considerando-se todas as doenças.” É o que explica Pier Petruzziello (PTB), na justificativa do projeto de lei que institui a Semana Municipal de Conscientização sobre a Esquizofrenia.

A matéria começou a tramitar na Câmara Municipal de Curitiba no dia 2 de maio, com a leitura no pequeno expediente da sessão plenária do dia. Conforme o texto (005.00059.2018), o início da semana será marcado, anualmente, entre os dias 20 e 27 de maio. E a lei – se aprovada pelos vereadores e sancionada – entrará em vigor na data da publicação no Diário Oficial do Município.

Petruzziello argumenta que, apesar do impacto social, a doença é pouco conhecida na sociedade, sendo sempre cercada de tabus e preconceitos. “Crenças como 'as pessoas com esquizofrenia são violentas e imprevisíveis', 'são culpadas pela doença', 'têm dupla personalidade', ou que 'precisam permanecer internadas' são fruto do desconhecimento”, alerta.

A doença

Na justificativa da proposta, o vereador descreve a esquizofrenia – que não tem cura, mas possui tratamento – como uma grave desestruturação psíquica, em que a pessoa perde a capacidade de integrar suas emoções e sentimentos com seus pensamentos, desencadeando o surgimento de delírios (crenças irreais), alucinações (percepções falsas do ambiente) e comportamentos que revelam a perda do juízo crítico.

“A doença produz também dificuldades sociais, como as relacionadas ao trabalho e relacionamento, com a interrupção das atividades produtivas da pessoa. O tratamento envolve medicamentos, psicoterapia, terapias ocupacionais e conscientização da família, que absorve a maior parte das tensões geradas pela esquizofrenia. [Mas] com o tratamento adequado, a pessoa pode se recuperar e voltar a viver uma vida normal”, complementa Pier Petruzziello.

O autor da iniciativa complementa que, após uma “revolução na maneira de tratar os doentes mentais”, hoje existem medicamentos modernos capazes de controlar a doença e permitir a reintegração de pacientes às famílias e à comunidade e   “dispositivos alternativos aos hospitais, que acolhem a pessoa dentro de sua singularidade e que trabalham pela sua reabilitação psíquica e social”. Apesar disso, completa o parlamentar, “tudo isso parece não bastar para derrotar o preconceito e estigma” sobre a esquizofrenia.

Tramitação

Com a leitura no pequeno expediente de uma sessão plenária, o novo projeto de lei começa a tramitar oficialmente na Câmara de Curitiba. Primeiro, a matéria recebe uma instrução técnica da Procuradoria Jurídica (Projuris) e depois segue para as comissões temáticas do Legislativo. Durante a análise dos colegiados, podem ser solicitados estudos adicionais, juntada de documentos faltantes, revisões no texto ou o posicionamento de outros órgãos públicos afetados pelo teor da matéria. Depois de passar pelas comissões, o projeto segue para o plenário e, se aprovado, para sanção do prefeito para virar lei.



Texto:   Pedritta Marihá Garcia
Revisão:   José Lazaro Jr.
 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
  • Fotos:
Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2018 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.