back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 26 de maio de 2018
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 05/02/2018 - 13:59:11

Greca entrega relatório de
gestão e anuncia obras para 2018

  • Ao citar que a dívida herdada da gestão anterior, de R$ 2,1 bilhões, foi equacionada, Greca disse que “Curitiba já não deve nada”. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • “A Câmara Municipal fiscalizará as metas definidas nas leis orçamentárias”, afirmou Serginho do Posto, presidente da Câmara. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • "Quando o prefeito visita o Legislativo, demonstra a gratidão com a Câmara", afirmou Pier Petruzziello. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • "É preciso criarmos uma nova imaginação social, acima das ideologias de esquerda e de direita”, desejou o prefeito, citando a homilia do Papa Francisco na Missa do Galo. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • Rafael Greca entregou ao Legislativo um relatório de gestão, com 450 páginas, referente às ações do Executivo em 2017. (Foto: Chico Camargo/CMC)
Citando a homilia do Papa Francisco na Missa do Galo, na qual o líder da Igreja Católica pediu "uma nova imaginação social que não tenha medo de experimentar", o prefeito Rafael Greca discursou na primeira sessão plenária do ano na Câmara Municipal, nesta segunda-feira (5). Ele entregou ao Legislativo um relatório de gestão, com 450 páginas, referente às ações do Executivo no ano passado, garantiu a retomada dos investimentos no município e disse que a dívida herdada da gestão anterior, de R$ 2,1 bilhões, foi equacionada: “Curitiba já não deve nada”.

O presidente da Câmara de Curitiba, Serginho do Posto (PSDB), recebeu o prefeito, acompanhado do vice-prefeito Eduardo Pimentel e de secretários municipais. “Esperamos que o foco [da prefeitura] seja o serviço prestado aos cidadãos. A Câmara Municipal fiscalizará as metas definidas nas leis orçamentárias”, garantiu Serginho. "As vindas frequentes [de Greca] demonstram o respeito com o Legislativo", elogiou o parlamentar, para quem a Câmara deve "estar em sintonia com a cidade" e se manter “proativa”, diferente do Congresso Nacional, que para ele “anda em círculos”, é "inerte" e "não aprova reformas".

"Quando o prefeito visita o Legislativo, demonstra a gratidão com a Câmara", reafirmou Pier Petruzziello (PTB), líder do prefeito na Casa, em alusão às votações do Plano de Recuperação no ano passado. "Não temo cobrança, se errar que me corrijam", disse Greca questionado pela imprensa sobre como será a relação da prefeitura com a Câmara Municipal em 2018.

Gestão e obras
"Somos a primeira capital do Brasil a pôr a Previdência no orçamento", comemorou Greca. Ele informou que, na sexta-feira passada, a Secretaria do Tesouro Nacional divulgou que Curitiba recuperou sua capacidade de obter garantias para empréstimos, melhorando seu ranking da nota C para a nota A. "E isso não é discurso de governo contra a oposição", comentou o prefeito, "é trabalho efetivo e sério, reconhecido em todas as esferas do governo". "É preciso criarmos uma nova imaginação social, acima das ideologias de esquerda e de direita, uma nova imaginação social capaz de refundar a sociedade do século 21", comentou o prefeito.

Entre as várias obras prometidas pelo prefeito durante seu discurso está a licitação para conclusão da Linha Verde, cinco trincheiras, três viadutos (inclusive o do Orleans), 250 quilômetros de asfalto, renovação da frota dos ônibus, os terminais do Tatuquara e da Vilas Oficinas, a criação de um centro de estabilização para pessoas em surto no local do antigo Laboratório Municipal, a expansão do Setor Histórico por decreto, com a aplicação de tinta antipichação nos casarões, escolas de música nas dez administrações regionais, revalorização dos cemitérios municipais e a contratação de 160 guardas municipais ainda neste ano.

O prefeito de Curitiba defendeu que a administração e os servidores públicos devem ter alegria em servir à população, e não “se servir da população”. "Tive a visão do rei Salomão, quando escreveu que nada torna o homem mais feliz do que fazer o bem enquanto vive", falou durante o discurso em plenário. Depois, perguntado pela imprensa sobre o congelamento de planos de carreira do funcionalismo, afirmou que os salários foram pagos em dia. "Com a economia melhorando", completou que a política salarial poderia ser retomada "ano que vem". Sindicatos protestaram do lado de fora da Câmara durante a sessão plenária.  

Além do prefeito Rafael Greca e do vice, Eduardo Pimentel, estiveram presentes os secretários de governo, Luiz Fernando Jamur; da Defesa Social, Guilherme Rangel; de Comunicação Social e da Fundação Cultural de Curitiba, Marcelo Cattani; o chefe de gabinete do prefeito, João Alfredo Costa Filho; e a procuradora geral, Vanessa Volpi Bellegard Palacios.

Confira aqui as entrevistas à imprensa do prefeito Rafael Greca e do presidente da Câmara de Curitiba, Serginho do Posto

Texto:   José Lazaro Jr.
Edição:   Filipi Oliveira
 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2018 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.