back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 18 de janeiro de 2018
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 04/01/2018 - 12:39:12

Valor recolhido indevidamente
poderá ser restituído no mesmo ano

  • Cobrança de tributo indevida ou em duplicidade realizada pela prefeitura poderá ser restituída no mesmo ano, propõe projeto de lei. (Foto: Cesar Brustolin/SMCS)
Quando a Prefeitura de Curitiba recolhe do contribuinte um valor tributário indevido ou em duplicidade, este só é pago no ano seguinte, após ser incluído na Lei Orçamentária Anual (LOA). O presidente da Câmara de Vereadores, Serginho do Posto (PSDB), propõe um projeto de lei para que a devolução, até o valor máximo de R$ 10 mil, seja feita no mesmo ano em que for reconhecido o equívoco (005.00381.2017). Somente os valores acima dessa quantia é que ficariam sujeitos à inclusão na LOA.

“Hoje em dia, com a alta tecnologia e capacidade de processamento de dados instalada no município de Curitiba, é inadmissível que se tenha lentidão para verificar o recolhimento indevido feito em favor do município”, afirma. Segundo o parlamentar, hoje o contribuinte tem direito à restituição no mesmo ano somente do ISS (Imposto Sobre Serviços), cujos procedimentos são disciplinados pelo decreto municipal 1261/2009, e “o presente projeto alberga qualquer tipo de recolhimento a maior aos cofres públicos municipais”.

A nova proposta define que, para que o contribuinte possa receber, deverá ser aberto um procedimento administrativo que vai apurar o erro. O requerimento deverá ser firmado pela parte ou procurador, ter uma descrição dos fatos e dos motivos que fundamentam o pedido e ser instruído com documentos de comprovação.
 
“Com o país passando por um momento econômico e financeiro difícil, o valor de até R$ 10.000,00 faz falta no caixa dos microempreendedores individuais, das micro e pequenas empresas e, especialmente, do cidadão pagador de seus tributos. Por ser uma medida justa aos dias atuais, é merecedora de aprovação”, argumenta Serginho do Posto.

Tramitação
O projeto de lei foi protocolado em 15 de dezembro e está sob a análise da Procuradoria Jurídica da Câmara Municipal para instrução técnica. Depois, segue para as comissões temáticas do Legislativo. Durante a análise dos colegiados, podem ser solicitados estudos adicionais, juntada de documentos faltantes, revisões no texto ou o posicionamento de outros órgãos públicos afetados pelo teor do projeto. Depois de passar pelas comissões, segue para o plenário e, se aprovado, para sanção do prefeito para virar lei.


Texto:   Michelle Stival da Rocha
Revisão:   Pedritta Marihá Garcia
 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
  • Fotos:
Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2018 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.