back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 11 de dezembro de 2017
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 10/10/2017 - 08:57:42

Sensor com válvula de bloqueio
de gás pode ser obrigatório
em edificações

  • Legislação atual já prevê o sensor de gás, mas não com válvula de bloqueio. (Foto: Divulgação/AEN)
  • Por certo, a maneira mais eficaz de evitar acidentes com gás é através da detecção de seu vazamento e imediata interrupção do fornecimento de gás”, justificou Maria Manfron. (Foto: Chico Camargo/CMC)
Qualquer prédio ou edifício localizado em Curitiba, onde funcionem estabelecimentos como comércio, indústria, escola, hotel, restaurante, academia, hospital, dentre outros, será obrigado a instalar sistema sensor com válvulas de bloqueio para detectar e prevenir vazamentos de gás. É o que propõe um projeto de lei (005.00334.2017) que tramita na Câmara de Curitiba, da vereadora Maria Manfron (PP). A matéria revoga a atual legislação a respeito (9.755/1999), que dispõe sobre a obrigatoriedade de uso de sensor, mas que não contempla a válvula de bloqueio.

“A presente proposição foi inspirada no Projeto de Lei da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, mediante a crescente preocupação com a proteção da segurança física do usuário de gás e também de todos aqueles que possam ficar expostos às consequências de eventuais acidentes com o produto, ainda mais depois  acidente do ocorrido na cidade do Rio de Janeiro, onde um prédio inteiro foi ao chão, resultante da falta de prevenção e cuidados adequados. Por certo, a maneira mais eficaz de evitar acidentes com gás é através da detecção de seu vazamento e imediata interrupção do fornecimento de gás”, justificou a parlamentar.

A regra deverá valer também para residências e condomínios residenciais com mais de três pavimentos, devendo cada pavimento ou unidade residencial onde houver fornecimento de gás ser equipado com sistema sensor e válvula de bloqueio. As instalações também serão obrigatórias em postos de abastecimento de Gás Natural Veicular (GNV) e em estacionamentos fechados para veículos movidos a GNV.

Os dispositivos deverão estar tecnicamente aptos a detectar o vazamento de gás liquefeito de petróleo; gás nafta ou gás natural encanado; gás amônia, óxido de etileno, hidrogênio; e quaisquer outros gases sujeitos a explosão ou combustão.

Caso a lei seja aprovada, seu descumprimento acarretará aos infratores multa de R$ 2.000,00, aplicada em dobro em caso de reincidência.


Texto:   Michelle Stival da Rocha
Revisão:   Claudia Krüger
 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
  • Fotos:
Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2017 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.