back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 27 de maio de 2017
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 17/05/2017 - 16:25:44

Urbanismo acata fraldários em
estabelecimentos de grande porte

  • Na tarde desta quarta-feira (17), a Comissão de Urbanismo, Obras Públicas e Tecnologias da Informação promoveu uma reunião ordinária na qual foram avaliados e acatados dois projetos. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)
Na tarde desta quarta-feira (17), a Comissão de Urbanismo, Obras Públicas e Tecnologias da Informação promoveu uma reunião ordinária na qual foram avaliados e acatados dois projetos. Um deles, de autoria da vereadora Professora Josete (PT), dispõe sobre a instalação de fraldário nos estabelecimentos onde o fluxo de pessoas seja intenso, tais como Shoppings Centers, restaurantes, hipermercados, aeroportos, bares, além de ambientes privados onde ocorram feiras, exposições, shows e similares.

Em seu parecer, Helio Wirbiski (PPS) – relator da matéria e presidente do colegiado – entende que a instalação dos fraldários é uma necessidade premente não só para os cuidados com os bebês, mas também para pessoas com deficiência que usem fraldas. “Em que pese a maioria dos estabelecimentos comerciais já disponibilizarem esses equipamentos aos seus clientes, a matéria merece atenção e destaque”.

Felipe Braga Côrtes (PSD) lembrou que na Comissão de Legislação, Justiça e Redação ele emitiu um parecer limitando a instalação dos fraldários a imóveis novos. A exigência caberia, portanto, aos estabelecimentos privados com fluxo intenso de pessoas que vierem a solicitar alvará de funcionamento após a entrada em vigor dessa lei.

O outro projeto avaliado é de autoria do vereador Cristiano Santos (PV) e pretende a obrigatoriedade da contratação de bombeiros civis pelos seguintes estabelecimentos: shopping centers; casas de shows e espetáculos; hipermercados; lojas de departamentos de grande porte; hotéis; faculdades, universidades, escolas, centros de profissionalização, com área igual ou superior a 3 mil metros quadrados; eventos esportivos com público igual ou superior a 300 pessoas; e demais edificações ou plantas cuja ocupação ou uso exija a presença de bombeiro civil, conforme legislação estadual de proteção contra incêndios do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Paraná.

Goura (PDT), relator do projeto, lembrou em seu parecer que as normas regulamentadoras relativas à prevenção e segurança contra incêndio e pânico possuem força obrigatória e muitos estabelecimentos já cumprem os requisitos. “Isso é verificado no momento da concessão ou renovação do alvará de funcionamento junto ao município, quando este requisita documento expedido pelo Corpo de Bombeiros, de que o estabelecimento atende as condições mínimas de segurança e isso não caracteriza violação à livre iniciativa ou onerosidade excessiva”.


Texto:   João Cândido Martins
Revisão:   Michelle Stival da Rocha
 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
  • Fotos:
Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2017 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.