back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 25 de novembro de 2017
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 19/04/2017 - 13:44:03

Trabalhadores pedem apoio pela
não privatização dos Correios

  • Audiência pública na Câmara de Curitiba discutiu privatização dos Correios. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • Professora Josete conduziu debate sobre privatização dos Correios na Câmara Municipal. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • Para Márcia Portes, uma empresa como os Correios não pode ser “desmontada”. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • “Os dados mostram que os Correios são uma empresa que dá lucro, que cede dinheiro para a União, que não precisa de ajuda do governo”, afirmou Marcos Rogério Inocêncio. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • “É história da 'carochinha' que não querem privatizar os Correios”, alertou Ezequiel Dutra. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • “Muitas vezes o carteiro faz o papel de psicólogo das pessoas, ouvindo seus problemas”, disse João Santana. (Foto: Chico Camargo/CMC)
A Câmara Municipal sediou, nesta terça-feira (18), uma audiência pública para tratar da possibilidade da privatização dos Correios. Houve o encaminhamento pela elaboração de uma moção de apoio a partir da própria audiência e outra a ser aprovada pela Câmara de Vereadores. A iniciativa do evento foi da vereadora Professora Josete (PT), por reivindicação da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos (Fentect) e do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios do Paraná (Sintcom).

Entre os itens críticos apontados pelos participantes do encontro estão o fechamento de agências por todo o Brasil e o reflexo da medida sobre o atendimento à população, o plano de privatização dos Correios, a demissão motivada de trabalhadores, a retirada de benefícios e a precarização do plano de saúde dos servidores da empresa. “É importante que a população conheça e saiba de que maneira esse tema afeta suas vidas”, comentou Professora Josete. “É muito boa a presença das pessoas, visto que pessoas são multiplicadoras, e isso fortalecerá o movimento que busca barrar o processo de privatização”, considerou.

Para a Márcia Portes, diretora da Fentect, uma empresa como os Correios, com mais de 300 anos de existência, não pode ser “desmontada” aos poucos. “Começaram com o fechamento de agências. Já foram cinco em Curitiba e ainda devem ter mais oito, além de outras pelo Paraná. Precisamos pensar nos impactos que isso trará para a sociedade”, afirmou. Segundo dados apresentados, deverão ser 250 unidades fechadas no Brasil.

A maneira como o dinheiro da empresa é gerido foi considerada como uma causas da crise dos Correios, segundo o secretário geral do Sintcom, Marcos Rogério Inocêncio. “O presidente dos Correios, Guilherme Campos, diz que o problema da empresa são os trabalhadores, mas ele não conta que quando ele assumiu o cargo aumentou o salário dele para R$ 46 mil”, denunciou. Além disso, ele julgou excessivos os gastos da empresa com patrocínios, como R$ 300 milhões destinados às Olimpíadas e consultorias. “Os dados mostram que os Correios são uma empresa que dá lucro, que cede dinheiro para a União, que não precisa de ajuda do governo”, pontuou.

“É história da 'carochinha' que não querem privatizar os Correios. Em 2011, o mercado foi aberto internacionalmente. Começaram os ataques ao nosso plano de saúde. O sindicato alertou e hoje está todo mundo sofrendo”, advertiu Ezequiel Dutra, secretário de imprensa do Sintcom. “Nossa luta não é somente contra a empresa, mas também contra as autoridades. É uma vergonha, era papel de todos os vereadores estarem aqui, é um descaso da parte dos vereadores”, lamentando a ausência de outros parlamentares na audiência pública.

“Sabemos que muitas pessoas têm adoecido ou se aposentado, mas esse quadro não é reposto. Muitas vezes o carteiro faz o papel de psicólogo das pessoas, ouvindo seus problemas. O poder público não vê o trabalho feito para a comunidade. Quando a empresa muda a sua logomarca, pensa apenas no marketing, naquilo que está por fora, mas não no que está por dentro”, considerou João Santana, da Associação de Moradores Vila Maria e Vila Real São Braz, sobre o papel dos funcionários dos Correios nas comunidades.


Texto:   Claudia Krüger
Revisão:   Filipi Oliveira
 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2017 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.