back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 23 de abril de 2017
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 20/03/2017 - 08:19:12

Projeto propõe emissão de faturas
em braille para deficientes visuais

  • Emissão de faturas em braille poderá se tornar obrigatória em Curitiba. (Foto: Chico Camargo/CMC)
  • Autor da matéria, Mestre Pop defende garantia de direitos às pessoas com deficiência. (Foto: Chico Camargo/CMC)
Um projeto de lei, em tramitação na Câmara de Curitiba, pretende obrigar as concessionárias de serviços públicos a enviarem, para os clientes com deficiência visual, faturas em braille. A proposição, de autoria do vereador Mestre Pop (PSC), tramita no Legislativo desde o dia 6 de fevereiro e está em análise nas comissões permanentes da Câmara. De acordo com o texto, empresas que fornecem energia elétrica e água e saneamento, por exemplo, deverão ter um cadastro específico com dos usuários que desejam ter este tipo de atendimento (005.00105.2017).

Segundo a proposta, as concessionárias devem divulgar permanentemente aos seus clientes a disponibilidade do serviço. Caso a lei seja aprovada e sancionada, o descumprimento da regra acarretaria em multa de 30% sobre o valor da última fatura do usuário que não foi atendido, valor este a ser revertido como desconto em sua próxima conta. O Executivo teria 90 dias para regulamentar a lei, a partir da sua publicação no Diário Oficial do Município.

“Cabe ressaltar que é competência comum da União, Estados, Distrito Federal e Municípios cuidar da saúde, assistência pública, proteção e garantia das pessoas com deficiência, conforme a Constituição Federal”, defende Mestre Pop. Ele ressalta a importância que a linguagem braille teve ao tornar possível a leitura aos cegos. “Sendo um sistema realmente eficaz, tornou-se popular. Hoje o método elaborado por Louis Braille torna a palavra escrita disponível a milhões de deficientes”.

Reapresentação
Este projeto já tramitou na legislatura passada, quando foi apresentado pela vereadora Julieta Reis (DEM) e aguardava análise, em primeiro turno (005.00154.2013). No entanto, não chegou a ir a plenário para votação e acabou arquivado por fim de legislatura. É uma decisão dos parlamentares reeleitos reapresentar essas peças, cuja análise recomeça do zero.

Tramitação

A proposta foi lida em plenário no dia 7 de fevereiro, quando começou a tramitar novamente na Câmara de Curitiba. Durante a análise das comissões permanentes da Câmara, podem ser solicitados estudos adicionais, juntada de documentos faltantes, revisões no texto ou o posicionamento de outros órgãos públicos afetados pelo seu teor. Depois de passar pelas comissões, a proposta segue para o plenário e, se aprovada, para sanção do prefeito para virar lei.


Texto:   Claudia Krüger
Revisão:   Michelle Stival da Rocha
 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
  • Fotos:
Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2017 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.